quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Dia dos Namorados!

Soam bem estas palavras! Mas, para que servem? Suponho que será para que os casais se conheçam bem, ao ponto de verem que, casando, conseguem cumprir o juramento que, perante Deus, fazem. Seria assim... mas parece que caiu em desuso!... Já que, para os adultos, isso nada diz, lembrem-se dos filhos, que não pediram para vir ao mundo, e, depois, deparam-se com estes problemas, que grande sofrimento causam, pelo menos a alguns.

Há hoje casamentos que duram um mês! Como é possível?... Não quero dizer com tudo isto que não existam casos em que tal procedimento não seja o certo, infelizmente. A Humanidade anda muito arredada dos bons costumes... e é pena que assim seja.

Antigamente, talvez houvesse mais recato e as pessoas não aceitassem logo as coisas como hoje se aceitam, sem verificar se isso se passa na realidade. Tem de haver abertura mútua. Abrirem os seus sentimentos e mostrarem o que são, não olhando a fortunas nem a posições sociais mais confortáveis na vida. Será esse o erro? Devemos ser humildes e não ir atrás de grandezas que, por vezes, são fictícias.

Que Deus nos ajude nesta tarefa tão importante para todos, pois irá trazer mais felicidade, tanto a pais como a filhos.

Bom Dia dos Namorados!